Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE BREVES
05/06/2014
Breves
HOSPITAL REGIONAL DO MARAJÓ SALVA VIDA DE PACIENTE COM GRAVES FERIMENTOS.
 

Ainda está na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional Público do Marajó a paciente Maria Augusta Brasão de Carvalho, 40 anos, moradora de Portel, que foi internada no último dia 31 de maio vítima de graves ferimentos causados por arma branca. O atendimento de urgência feito no hospital foi fundamental para salvar a mulher, cujo estado de saúde agora é estável, depois que ela passou por intervenções cirúrgicas.

Os ferimentos causaram em Maria Augusta a amputação traumática do antebraço direito, múltiplos ferimentos no braço direito com fratura exposta e vários ferimentos graves na cabeça e na parte superior das costas. Para a mãe da paciente, a doméstica Maria Cristina Justina Brasão de Carvalho, 57, a filha não teria resistido se tivesse ficado em Portel.

“Primeiramente agradeço a Deus e depois ao atendimento médico que ela teve aqui neste hospital”, diz Maria Cristina, revelando o medo que sentiu ao imaginar que a filha não fosse sobreviver à agressão. “Aqui não falta nada, nem assistência médica, nem medicamentos. Isso sem contar com o atendimento carinhoso de todos”, ressaltou a mãe de Maria Augusta, claramente aliviada pela evolução do quadro de saúde da filha.

Durante o atendimento médico, Maria Augusta recebeu transfusão de duas unidades de concentrado de hemácias, em função da elevada perda de sangue causada pelos graves ferimentos. O atendimento foi feito pela própria agência transfusional do hospital. Segundo o diretor clínico, André Noronha, ela sobreviveu aos ferimentos graças ao atendimento de alta complexidade oferecido no local.

“A vítima deu entrada em estado grave, com ferimentos, inclusive, no crânio. Certamente ela não sobreviveria se tivesse que enfrentar várias horas de barco de Portel até Belém”, comentou o médico, informando que Maria Augusta, apesar de não ter sofrido sequelas neurológicas, não deverá recuperar o movimento do braço que lhe restou.

Ainda segundo o médico, o Hospital Regional do Marajó apresenta estrutura com um centro cirúrgico equipado com UTI adulto, infantil e neonatal. O corpo clínico é preparado para receber os usuários com tecnologia de ponta, assegurando maior qualidade no atendimento à população dos municípios vinculados ao 8° Centro Regional de Saúde (CRS), que é composto pelos municípios de Bagre, Curralinho, Anajás, Portel, Melgaço e Gurupá.

A população atendida pelo hospital tem à disposição 67 leitos – dos quais 17 em UTIs –, clínicas integradas com as especialidades de obstetrícia, cirurgia, ortopedia, oftalmologia, cardiologia, clínica médica, além de exames laboratoriais, por imagem e métodos gráficos. O hospital oferece também centro cirúrgico e obstétrico com três salas cirúrgicas (uma para reanimação), um ambiente de pós-operatório e uma sala pré-operatório. O usuário ainda dispõe de uma unidade de ambulatório com cinco consultórios, o que agiliza o atendimento.

O Hospital Regional do Marajó (que fica na Avenida Rio Branco, 1.266, Centro de Breves) garante atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, das 7 às 18 horas. Mais informações pelos telefones (91) 3783-2140 e 3783-3783.

Fonte: AGPA.

Comunicação/AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000