Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE BREVES
14/08/2015
Breves
VÍTIMAS DE ESCALPELAMENTO RECEBEM ATENDIMENTO NO HOSPITAL REGIONAL EM BREVES.
 

 

O setor de urgência do Hospital Regional Público do Marajó (HRPM), em Breves, atendeu, no início da semana, mais uma vítima de escalpelamento, uma adolescente de 16 anos, natural de Portel. A jovem recebeu os primeiros cuidados da equipe multiprofissional do HRPM. Com escalpelamento total, ela foi transferida com o apoio do Grupamento Aéreo de Segurança Pública (Graesp), para atendimento em Belém. Com mais esse caso, quatro pessoas já foram atendidas pelo corpo clínico do Hospital Regional nos meses de junho, julho e agosto.

Segundo dados da Coordenação Estadual de Mobilização Social, vinculada à Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), a cidade de Breves está entre as 21 localidades com maior incidência de casos, além de Abaetetuba, Afuá, Anajás, Bagre, Barcarena, Cametá, Chaves, Curralinho, Igarapé-Miri, Juruti, Limoeiro do Ajuru, Melgaço, Moju, Muaná, Oeiras do Pará, Oriximiná, Gurupá, Portel, Prainha e São Sebastião da Boa Vista. Em 2013, dez casos foram registrados, já em 2014 foram onze. Neste ano, oito casos foram confirmados até o mês de agosto.

Diante das estatísticas que mostram preocupação e sofrimento não apenas para as vítimas, bem como para as famílias dessas pacientes, profissionais do HRPM participarão, no período de 24 a 28 deste mês, da “I Semana Estadual de Prevenção e Combate aos Acidentes de Motor com Escalpelamento na Mobilidade Ribeirinha”, na capital paraense. Paralelamente, será lançada a Campanha Estadual de Prevenção e Combate ao Escalpelamento, evento que será promovido pela Sespa.

Para o diretor técnico do HRPM, dr. Pedro Luiz Leite Soares, esse tipo de acidente é um preocupante problema de saúde pública e o governo do Estado, através da Sespa e demais instituições parcerias, estão direcionando esforços para zerar esse tipo de ocorrência que vitima, especialmente, a população ribeirinha do Pará. “São vários os esforços e parcerias para o fortalecimento da rede de prevenção para evitar casos de escalpelamentos dessas meninas e mulheres ribeirinhas do Pará e da região Norte”, comentou.

Com assistência de média e alta complexidade, o HRPM tem estrutura para receber e prestar os primeiros atendimentos para estabilizar o quadro clínico dessas vítimas, que são encaminhadas, com apoio do Graesp, para tratamento especializado, em Belém, que estende auxílio às famílias para informar sobre o problema, visando a plena recuperação da saúde e do estado emocional das meninas e mulheres que sofrem com o acidente.

Os encaminhamentos para atendimento no HRPM são referenciados pela Central Regional de Regulação, onde os usuários recebem atendimento nas mais diversas especialidades e disposição de 70 leitos.

Serviço:

O Hospital Regional do Marajó dispõe de atendimento ambulatorial de segunda a sexta-feira, de 7h as 18 horas. O hospital fica na rua Rio Branco, 1.266, Centro. Mais informações: (91) 3783-2140 / 3783-2127.

Fonte: AGPA.

Comunicação/AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000