Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE CACHOEIRA DO ARARI
10/12/2012
Cachoeira do Arari
COMEÇOU ONTEM OS FESTEJOS A SÃO SEBASTIÃO EM CACHOEIRA DO ARARÍ
Enviado por Wavá Bandeira
 

Considerado o padroeiro dos vaqueiros e fazendeiros da região, São Sebastião e venerado pela população de Cachoeira do Ararí, que cumpre uma tradição há mais de 100 anos. Em um gesto de afeto do povo ao santo milagroso, carinhosamente, é chamado de Bastião.

 

A retirada dos três mastros: das crianças, das mulheres e dos homens aconteceu no mês de novembro quando foram pegos pela população em ritmo de festas cantos, marchinhas, musicas carnavalesca e ladainhas. Durante o trajeto da procissão acontece a luta marajoara e o famoso banho de lama não deixando ninguém limpo durante o percurso. È a mistura do religioso e do profano. Este ritual se repete hoje dia 10, quando serão erguidos os mastros em frente à Igreja matriz da cidade. No dia 20 será feito a derrubada em meio à festa ao som da banda de música da Associação Musical João Vieira do município que anima a todos os presentes e novamente os mastros são levados para casa dos futuros coordenadores, seguindo o mesmo ritual das procissões.

 

Novenas, procissões e missas marcam o lado religioso da festa. Cavalgadas, festas e um arraial estão entre as atrações culturais. Os dois aspectos formam a identidade cultural do povo marajoara.

Durante o evento ocorre corridas de cavalo em longa distância, velocidade e a prova da argolinha, na qual o cavaleiro mostra sua perícia com a montaria, marcando as comemorações em homenagem ao padroeiro. Organizada há 13 anos pelo Clube do Cavalo do Marajó, as provas celebram o modo de vida do caboclo, que tem no cavalo sua companhia no trato com o gado bubalino e bovino. Atualmente, três provas marcam a festividade. A prova de resistência consiste em uma marcha de 32 quilômetro, partindo da vila de Retiro Grande até a cidade de Cachoeira. Na prova de velocidade, os cavaleiros competem entre si em provas de 4 cavalos, numa linha reta de 700 metros. Na prova da argola, os cavaleiro tem que pegar uma argola de cerca de 15 centímetros de diâmetro com uma vareta, cavalgando a toda velocidade. A festa é do povo do Marajó onde centenas de turistas visitam Cachoeira do Arari no mês de janeiro.

 

A aparelhagem “Badalasom”  e seu comando digital, com as produções dos DJs Jean, Josias, Junho Pinheiro e Rafael Cassiano  estarão agitando o clima para hoje, 10 quando a imagem do santo visitará a última fazenda antes de entrar na cidade, à tarde, em meio à multidão conduzindo os mastros das crianças, das mulheres e dos homens.

 

A festividade foi reconhecida como Patrimônio Cultural do Povo do Pará, aprovada na Assembleia Legislativa do Estado. Os padres da Arquidiocese de Ponta de Pedras, há anos tentaram impedir o ato religioso e a população revoltada quase que quebra toda a Igreja de Nossa Senhora da Conceição. O fato foi amenizado e a festa hoje é um grande fato cultural e religioso. O prefeito da cidade Jaime da Silva Barbosa (PMDB) participa literalmente do evento e convida a todos a comparecerem na cidade cultural do Marajó “Cachoeira do Ararí”.

Comunicação AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000