Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE CACHOEIRA DO ARARI
11/07/2012
Cachoeira do Arari
Arroz do Marajó poderá suprir consumo paraense
 
Na medida em que o plantio de arroz tomar os campos do Marajó de Cachoeira do Arari e municípios vizinhos, em menos de dez anos essa produção poderá alimentar mais de oito milhões de paraenses e sobrar até para exportação. Essa avaliação é do arrozeiro e deputado federal Paulo Quartiero, de Roraima, que palestrou no encontro promovido pela Associação Comercial do Pará, na sede social do órgão. Na presença de mais de quase duzentos convidados, Quartiero falou da importância da energia elétrica de Tucuruí chegar até aquela região para agregar valor ao arroz no beneficiamento, ensacamento e distribuição. O empresário entende que a região dos campos poderá produzir até 300 mil hectares de arroz de várzea de primeira qualidade sem prejudicar o meio-ambiente. O prefeito de Cachoeira, Jaime Barbosa, estava presente ao evento e mostrou-se totalmente favorável ao empreendimento que vai gerar renda, emprego e consumo para a região. “Temos de qualificar nosso pessoal, aproveitar o sub produto do arroz para criação de peixes e aves, alimentar o povo com arroz de qualidade e preço compatível “, analisa. Diversas autoridades como os presidentes da ACP. Sergio Bittar e da Faepa, Carlos Xavier, foram também favoráveis ao desenvolvimento da rizicultura na região acreditando que o Marajó poderá se desenvolver e sair da situação incômoda que se encontra em termos de desenvolvimento humano. O secretário de agricultura do estado, Hildegardo Nunes e o presidente do BASA, Abdias Junior, que foi homenageado pelos 70 anos da Instituição, mostraram-se confiantes nos novos rumos do Estado com o desenvolvimento do dendê, do arroz, dos minérios, açaí, gado, madeira e outros produtos que irão agregar valor e gerar riquezas para o povo paraense.

Fonte: Ass. de Comunicação/AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000