Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE CACHOEIRA DO ARARI
09/07/2013
Cachoeira do Arari
PORTO DE MOZ E CACHOEIRA DO ARARI RECEBEM OFICINAS DA FUNDAÇÃO CURRO VELHO
 

Começa nesta segunda-feira, 8, em Porto de Moz, no oeste paraense, a oficina de esculturas em miriti que será ministrada pelo artista plástico e professor Bruce Macêdo. Segundo o instrutor, a intenção da oficina é despertar a consciência ambiental de reaproveitamento. “Queremos despertar essa consciência ambiental, tanto em resíduo natural, como também aproveitar os objetos industriais e transformá-los em objetos úteis e decorativos”.

Participam da oficina artistas, artesãos, alunos e professores, com uma carga horária de 40 horas, reunindo cerca de 30 pessoas. O projeto "Esculturas em Miriti: construção, representação e imagem" pretende considerar a criação artística na elaboração e execução de esculturas gigantes como forma de expressão e representação da cultura ribeirinha na sociedade contemporânea. Entre os materiais que serão utilizados estão tala e bucha de miriti, goma de tapioca, linha, entre outros.

Bruce Macêdo trabalha há 15 anos com o miriti nas artes plásticas e como elemento cenográfico. No interior do Estado, o instrutor ministrou oficinas de esculturas em miriti em Santarém, que resultou na mostra Piracaia, com esculturas gigantes de peixes da região. Na capital paraense, houve outra oficina que resultou na mostra Piracema, também com peixes em grandes proporções, na Estação das Docas.

Para Bruce Macêdo, voltar a ministrar oficinas nas cidades do interior do Pará é gratificante. “Eu volto para a minha origem. Eu sou do interior, nasci em Santarém e aprendo muito, é uma troca de experiências e sei que posso levar algo diferente para a cidade que eu vou”, comemora o artista.

A oficina de esculturas em miriti será realizada no período de 8 a 13 de julho e a partir do dia 14 até o dia 20 será realizada a oficina de cenografia em miriti. As oficinas são uma parceria entre a Prefeitura de Porto de Moz e o Governo do Estado, por meio da Secretaria Especial de Promoção Social e a Fundação Curro Velho.

Na Ilha do Marajó, especificamente na cidade de Cachoeira do Arari, na comunidade Quilombola Gurupá, inicia nesta segunda-feira, 8, a oficina de móveis de madeira com técnicas de pigmentação que será ministrada por João Antunes. Segundo o instrutor, a comunidade quilombola possui grande quantidade da matéria-prima dos móveis, como cedro, jatobá.

Comunicação/AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000