Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE PORTEL
24/01/2014
Portel
256 ANOS DO MUNICÍPIO DE PORTEL
 

Homenagem da AMAM pelos 256 anos do município de Portel, através da poética cabocla de um ilustre filho do Marajó.

Poema: Jetro Fagundes

Do seu livro de Poesias "Marajoando em Versos"


PORTEL, O PARAÍSO DAS ILHAS

"PORTEL” irmã da Ilha encantada

é uma cidade que tem sabor de mel

onde as lindas praias esverdeadas

ah, nos lembra um pedacinho do céu

Dezoito horas viajando embarcado

saindo de Belém Flor do Grão Pará

você chega a um recanto encantado

pros rumos das Terras do Arucará

Arucará, que tem sua originalidade

nos povos primitivos desse local

primeiro nome da querida localidade

hoje Portel, um lindo cartão postal

Localidade que é bastante admirada

no Marajó é uma das raras regiões

onde tem água potável esverdeada

que lava a alma e banha os corações

É Por ali que se vivencia a poesia

de sua baía, um espetáculo fenomenal

que além dos mil encantos e magias

contém um lodo com poder medicinal

Um desaguadouro de rios importantes

Camaraipí, Anapu, irmãos dos Pacajás

a baía tem seus desafios constantes

a quem procura lazer, descanso, paz

Linda Portel das águas cantaroladas

dizem ter Igarapé Verde sem igual

Muim-Muim da meninada, criançada

é piscina em correnteza natural

Os Ventos que sopram pras esses lados

vivem lembrando a claríssima vocação

do turismo que precisa ser estimulado

pra que o progresso chegue à região

Falam que ali o sol imponente brilha

dizendo que é admirador, grande fã

de Portel, o lindo paraíso das ilhas

filha da Floresta Menina de Caxiuanã

Caxiuanã é uma reserva da localidade

tem rica floresta, caças, tucunarés

e a consciência de sustentabilidade

nos seus rios e abundantes Igarapés

Cidade que é bastante hospitaleira

deixa visível nos portos, nos cais

que tem orgulho das suas cachoeiras

Igarapés e tantos recantos naturais

Lá em Portel você amarra sua rede

após comer as iguarias desse lugar

depois vai poetar com o muito verde

na arborização e na hora de banhar

Por ali os artistas fazem paneiros

e inúmeras outras obras artesanais

inspiradas nos barcos, açaizeiros

das ribanceiras, e tantos mananciais

 *

Ah, se tivéssemos políticas sérias

voltadas pro turismo da meso região

em cidades assim, passar as férias

seria praticamente uma obrigação

Mas mesmo sem nenhum incentivo

muita gente do interior e da capital

vão ver o verde em conto narrativo

parecendo ser um Caribe Equatorial

 

Apesar dos descasos, das realidades

da falta de um governo incentivador

esta cidade é muito linda de verdade

com um povo, claro, bem acolhedor

E Portel nos lembra um vivo cenário

com tantas belezas a nos encantar

por onde se anda se vê balneários

cada qual bem gostoso pra se banhar

 *

Eita querida Portel , eu nem te conto

já ouvi a poesia mil e uma vezes dizer

que te ama, te adora, pronto e ponto

cá pra nós: sem precisar isso esconder

Linda Portel, és também cidade minha

saudades do meu companheiro tio Jacó

um Poeta que dizia que a tua FARINHA

é a mais deliciosa da “Pátria Marajó"

 *

Esse canto, homenagem aos aguidares

é pra Hedmar cá dum Riacho de Ananin;

pra linda Lene e seus verdes olhares;

meu mano Josué e todos do Muim-Muim

 

(Jetro Fagundes)

Comunicação/AMAM
  
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000