Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE SALVATERRA
28/08/2013
Salvaterra
CARAVANA PRO PAZ LEVA CIDADANIA E SAÚDE AOS MORADORES DE SALVATERRA
 

A Caravana Pro Paz chegou nesta terça-feira (27) ao município de Saltaverra, na ilha do Marajó. A procura pelos 23 serviços oferecidos pelo projeto foi grande e começou cedo, às 6 horas. Mais de quatro mil atendimentos foram feitos no primeiro dia do mutirão na cidade.

O estudante Milen Moraes, 17 anos, foi um dois atendidos no primeiro dia. Ele só tinha a certidão de nascimento, e aproveitou o mutirão para tirar a primeira via do RG, CPF e carteira de trabalho. Com os documentos em mãos, o jovem não escondeu a alegria em ter os direitos de cidadão assegurados, e de graça.

O atendimento de cidadania – com a emissão de RG, CPF, carteira de trabalho, foto, certidão de nascimento e atendimento jurídico – está sendo feito na Escola Estadual Salomão Matos, onde permanece até quarta-feira (28). Quem precisou do atendimento na área da saúde, como consultas, exames e testes rápidos, teve de atravessar para Soure, onde o ferry boat com consultórios está atracado. O município, em parceria com o governo do Estado, oferece o transporte da população, para facilitar o acesso aos serviços.

 

"Essa parceria foi muito importante, porque proporcionou o acesso da população aos serviços, já que o barco estava impossibilitado de atracar em Salvaterra, onde não há trapiche. Foi um problema técnico, mas conseguimos garantir o atendimento dos moradores da cidade", explicou a coordenadora do Pro Paz Cidadania, Cláudia Vinagre.

A travessia de uma cidade a outra dura cerca de 15 minutos. Um barco está à disposição da população para cruzar o rio Paracauari. O aposentado Raimundo Felipe Bezerra, 70 anos, fez a viagem em busca de uma consulta médica com o clínico geral. O médico detectou manchas escuras na pele dos braços do paciente e o encaminhou imediatamente ao dermatologista. O idoso saiu aliviado, ao saber que o problema era apenhas uma alteração causada por anos de exposição ao sol.

 

 Umas das especialidades mais procuradas foi neurologia. Andreia Barroso, 43 anos, levou o cunhado para se consultar. Há três anos ele sofreu um acidente vascular cerebral (AVC), e desde então nunca mais tinha ido a um especialista. "Ele quase não fala e anda com dificuldades, mas não tínhamos como levá-lo para Belém, então ele se tratava aqui com um clínico geral. Essa consulta foi uma bênção. Agora poderemos dar continuidade nos tratamento", explicou.

 O setor da pediatria estava lotado de crianças e pais. A servidora Valnira Abud, da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), se destacava no atendimento. Com um sorriso no rosto, ela dava carinho, cantava músicas infantis e fazia brincadeiras para distrair os pacientes. "Amo o que faço, amo esse projeto, e tudo que posso fazer por essas crianças é me doar. Tudo que posso dar a eles é isso, todo o amor que eu tenho dentro de mim", frisou.

 

 

 

 

 

 

  
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000