Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
NOTÍCIAS DE SOURE
19/11/2013
Soure
SETER E INSTITUTO CARUANAS DO MARAJÓ QUALIFICAM 80 ARTESÃOS DE SOURE
 

Desenvolver e disseminar educação e cultura na Ilha do Marajó. Esse é um dos principais objetivos da Instituição Caruanas do Marajó Cultura e Ecologia, localizada no município de Soure. Com o intuito de conservar essa cultura, a Secretaria de Estado do Trabalho Emprego e Renda (Seter) firmou convênio com a instituição e iniciou a qualificação de 80 trabalhadores da comunidade local, entre eles pais das crianças atendidas.

O curso Mãos Caruanas, em alusão às entidades (caruanas) que protegem a floresta, tem como objetivo resgatar e dar continuidade à cultura de produção de peças de cerâmica marajoara não só na região, mas para o Brasil e o mundo. A intenção, com a capacitação dos artesãos, é garantir geração de emprego e renda para a comunidade, com os seguintes cursos: básico e avançado de cerâmica marajoara e corte e costura em geral, com ênfase nas gravuras marajoaras. Será um ano de qualificação profissional. Os participantes saem com emprego garantido, por meio da formação de uma cooperativa.

“A qualificação já era um plano da instituição há anos e, por meio da secretaria, estamos resgatando os meios de trabalho cultural, gerando emprego e renda e suprindo a carência do município. Na aula inaugural, vimos pessoas carentes muito interessadas em aprender. São pessoas que querem trabalhar, mas não tinham oportunidade. Esse será o ganho total do projeto: o fortalecimento da cultura marajoara, aliada à geração de emprego e renda”, disse a coordenadora do projeto, Josileide Prazeres.

As qualificações são executadas no espaço da Escola Zeneida Lima de Araújo, que tem infraestrutura adequada para o desenvolvimento das ações de capacitação. Como resultado, a Seter espera que as famílias possam melhorar a autoestima, com trabalhadores mais qualificados e inseridos em atividades produtivas, aumento da receita das famílias, economia local em movimento e o resgate e divulgação da cultura marajoara.

Segundo a socióloga da Seter, Vera Nascimento, a qualificação estava sendo muito aguardada pelos moradores locais. “A maior importância dessa iniciativa é o resgate da cultura marajoara, e a geração de renda para a comunidade e para as famílias das crianças e adolescentes atendidos pela instituição. As aulas serão ministradas com todo apoio e estrutura necessária. Tudo equipado para os alunos dos nossos cursos”, concluiu.

 Fonte:AGPA

Comunicação/AMAM
  
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000