Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
 NOTÍCIAS
08/01/2018
Cachoeira do Arari
COMEÇA DIA 10 A FESTIVIDADE DE SÃO SEBASTIÃO.
 

O Instituto do Patrimônio Histórico Artístico Nacional (Iphan), no ano de 2004, realizou um inventário pelo qual, reconheceu a Festividade do Gloriosos São Sebastião, em Cachoeira do Ararí, como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial e é uma das mais expressivas festa do Marajó reunindo pessoas de várias partes do Pará e de outras capitais. Embora o dia do Santo seja dia 20 de janeiro, a preparação da festa começa seis meses antes, em julho, quando grupo de foliões começa a percorrer casas, fazendas e retiros da região, rezando ladainha em latim, em frente a imagem do santo, e cantando folias na chamada esmolação, com o fim de arrecadar recursos e donativos para os dias de festa.

Todo dia 19 de janeiro de cada ano, acontecem o sorteio das Bandeiras aos novos juízes dos mastros no salão paroquial já para o ano vindouro. Todo dia 10 de janeiro começa a Festividade com a concentração nas casas dos padrinhos (juízes dos mastros) para a saída em cortejo com os mastros até a porteira na entrada da cidade para saudar a Imagem Peregrina de São Sebastião no município de Cachoeira do Ararí na Ilha do Marajó. O cortejo segue pela cidade até o Arraial com os mastros para serem erguidos, numa manifestação que mescla o sagrado com o profano onde o povo com muita fé, rezando a ladainha e carregando os 03 mastros (dos meninos, das mulheres e dos homens).

O Prefeito Jaime Barbosa, devoto do Glorioso, já tomou todas as providencias cabíveis e necessárias para receber na cidade o Santo padroeiro dos vaqueiros do Marajó juntamente com membros da irmandade que trabalham para conter o ímpeto dos devotos e garantir a programação. Já e tradição durante o arrastão dos mastros, os participantes tomarem o famoso leite de onça (bebida peculiar) e serem sujados de maisena e porque não dizer um pouco de lama pelo corpo. É o profano ao religioso que acontece nesse período.

No próximo domingo, 14, haverá o Arrastão do Cordão do Galo; que foi criado em 2008, inspirados nos folguedos de bicho, característico do Pará, em parceria com o Arraial do Pàvulagem, Fundação Curro Velho e a Irmandade dos Devotos do Glorioso Santo. No decorrer da programação, haverá prova de resistência do cavalo marajoara do “Retiro Grande até a cidade com rodeio e corrida de pururuca; dia 19, sexta-feira, arrastão dos grupos de carimbó, corrida de cavalo marajoara e arrastão dos bonecos cabeçudos; dia 20, sábado, as 8.00 h, haverá a procissão e logo após disputa de luta marajoara ao lado do trapiche municipal. No final da tarde haverá a derruba dos mastros e o percurso por toda a cidade até a residência dos novos juízes, sorteados, com banda de música e tudo se repete durante o percurso, encerrando assim a festividade.

 Texto e fotos: Wava Bandeira.

Comunicação/AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000