Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
 NOTÍCIAS
28/02/2018
Variados
AMAM E TÊXTIL CASTANHAL FECHAM PARCERIA NA PRODUÇÃO DE MALVA
 
A Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó, está fechando parceria com a Indústria Têxtil de Castanhal, com vistas a implantar, em alguns municípios marajoaras, a cultura da malva, para fins industriais. 

Representantes dos municípios de Melgaço, Soure, Breves, Anajás, Curralinho, Cachoeira do Arari, Gurupá, São Sebastião da Boa Vista, Muaná e Bagre estiveram presentes à visita que a diretoria da AMAM promoveu, a convite da indústria têxtil, a fim de conhecer in loco as atividades de produção industrial à partir da matéria prima até a transformação em sacos de café e batata, fios coloridos para confecção de tecidos, telas, calçados, forro interno de veículos e tantas outras utilidades.

O diretor superintendente da empresa, Flavio Junqueira Smith e os gerentes Inocêncio Mesquita e Robson Torres, foram, os grandes cicerones da visita dos representantes das prefeituras e da Amam, chefiado pelo secretário executivo, Alcindo Cavalcanti e pela coordenadora Marília Tavares.
Os convidados conheceram todos os processos da malva desde sua chegada à indústria, transformação em fios, depois em sacarias e outros produtos, que são consumidos principalmente pelas indústrias paulistas.

A empresa entende que o marajó tem grande potencial na produção de malva que poderá gerar emprego e renda aos moradores de regiões de várzea sem implicar em abrir mão de outras atividades como farinha e açaí.



Um hectare de malva pode render mais de três mil    reais e a lavoura dispensa uso de herbicidas e fungicidas que acabam comprometendo o meio ambiente. As embalagens produzidas com a malva são biodegradáveis, diferentes dos sacos plásticos cada vez mais desprezados pelas empresas ecologicamente corretas.

Agora os técnicos de ambas as instituições irão buscar parcerias com os produtores rurais dos municípios marajoaras para encontrar as áreas mais propícias para a cultura. Atualmente boa parte da malva utilizada na indústria de Castanhal provém de Bangladesh, na Índia, mas em breve o Marajó poderá ser grande produtor da matéria prima.




 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000