Seja muito bem vindo(a) a AMAM  - 
 
 
 
 NOTÍCIAS
28/06/2018
Variados
FASEPA E REGIÃO DO MARAJÓ DISCUTEM A SOCIOEDUCAÇÃO.
 

Ocorreu nos dias 19 e 20 de junho em Belém, mais uma edição do Encontro Temático da Socioeducação, que discute a implantação de planos municipais para o atendimento aos adolescentes em conflito com a lei. Realizado na sede da Fundação de Atendimento Socioeducativa do Pará (Fasepa), o encontro foi destinado aos profissionais que integram o Sistema de Garantia de Direitos que fazem parte da Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó (AMAM). A programação contou com debates sobre ações preventivas, avaliação da medida socioeducativa em meio aberto (Liberdade Assistida e Prestação de Serviço à Comunidade, responsabilidade dos municípios) e orientações para implementação do Plano Municipal de Atendimento Socioeducativo, ouvindo as demandas dos técnicos que atuam nos municípios participantes, no que se refere ao atendimento aos egressos da Fasepa.

 O encontro contou com a participação de conselheiros tutelares e assistente sociais dos municípios pertencente à região de integração do Marajó: Afuá, Bagre, Cachoeira do Arari, Chaves, Muaná, Oiras do Pará, Ponta de Pedras, Santa Cruz do Arari, Salva Terra, Soure e São Sebastião da Boa Vista. O secretário de assistência social de Afuá, Ronald Nobre, destacou o evento como uma oportunidade dos municípios do Marajó finalmente elaborarem os planos municipais de atendimento e melhorar o acompanhamento junto ao egresso do sistema socioeducativo. “Com esse processo de construção dos planos municipais, podemos estar mais preparados no atendimento inicial e fortalecer a rede de atendimento. Um evento importante para toda a nossa região, que está no processo de implantação plano de atendimento socioeducativo”, disse.

O assistente social da AMAM, parceira do evento, Sandro Tadeu Silva destacou que o evento vai reforçar a troca de experiências com a Fundação, além de fortalecer a política socioeducativa no Arquipélago do Marajó. Evitando a reincidência de adolescentes em atos infracionais. “Esse evento promovido pela Fasepa é importante para levar a política socioeducativa aos nossos municípios. O dialogo junto aos técnicos é uma oportunidade para que todos possam trazer suas experiências sobre esse tipo de atendimento”, afirma.

O assistente social também ressaltou a importância de manter a atenção na política socioeducativa na região do Marajó, que no ano passado respondeu por 4% do total de adolescentes e jovens que passaram pelas unidades socioeducativas gerenciadas pelo Governo do Estado (2.725 adolescentes de todo o Estado passaram pelas unidades da Fundação). “O Marajó é visto com certa discriminação e necessita de um olhar mais humanizado. Precisamos tirar um pouco esse olhar turístico, principalmente no que se refere a socioeducação”, completou Sandro.

Para a diretora de atendimento socioeducativo da Fasepa, Erondina Souto, o evento vai oferecer mais ferramentas e informações sobre os procedimentos adequados para colocar em prática o plano de atendimento socioeducativo em cada município do Marajó. “É mais uma ação que busca o fortalecimento da rede socioassistencial nos municípios paraenses. Eles buscam a capacitação para ter mais instrumentais e começar a elaboração do plano municipal da socioeducação. Isso favorece o nosso trabalho, pois a socioeducação nos municípios vai potencializar ainda mais o atendimento da Fasepa e garantir a continuidade do atendimento nos municípios, evitando que o adolescente volte a cometer algum tipo de ato infracional”, declarou.

Proteção Social/AMAM com informações e imagens da FASEPA.

Comunicação/AMAM
 
  
 
« Voltar
 
 
Oeiras do Pará
 
Desenvolvido por:
Associação dos Municípios do Arquipélago do Marajó
End: Travessa 3 de maio, 2389
Cremação - Telefone: (91) 3213-8000